27 de dezembro de 2011

CHARLENE ESTAVA MORTA E REVIVEU

Veja o Poder de Deus agir.... INCRIVEL!!!




‎...Charlene teve 13 paradas respiratórias, hemorragias internas, ficou 40 minutos sem batimentos cardíacos e respiratórios, entre comas e comas induzidos...ja estava na SALA DE AUTOPSIA, QUANDO DE REPENTE ELA ACORDA...

Veja o testemunho completo no site do Bispo Macedo

Que o Senhor Jesus te abençoe ;)
Josi





26 de dezembro de 2011

Oprimida e Humilhada Parte II

Leia a Parte I
                                                         
"Ana não estava mais amarga, e Elcana deve ter percebido o quão atraente ela era. Uma mulher amarga nunca é atraente, não importa o quanto se maquie ou perca peso. Amargura e reclamações andam juntas. Mulheres que reclamam também são amargas, e mulheres amargas também reclamam. Em vez de conseguir o que deseja das pessoas, você só acaba fazendo com que elas a evitem.

Ana levou toda a sua amargura até Deus naquele dia; ela se esvaziou e, para completar, decidiu fazer a coisa certa: dar glória a Deus pela primeira vez em sua vida. Agora, você pode imaginar qual foi a reação de Deus. Geralmente, as pessoas não se importam com o que Deus quer delas.
Ana deu ao seu filho o nome que jamais deixaria esquecer do voto que ela fez ao Senhor, e ela deu o seu melhor para preparar Samuel ao proposito para o qual ele nasceu; e no tempo certo ela fez isso com prazer e alegria (1 Samuel 1:24-28). E Deus, vendo a sua fidelidade e sacrifício, honrou-a, dando- lhe mais filhos.  No capítulo 2 de I Samuel, ficou registrado a oração de Ana. Por que Deus fez questão de incluir a oração de Ana na Sua Palavra? Se você ler devagar, vai entender o porquê. Eis aqui uma mulher que glorifica a Deus. Ela não diz: "Porque eu decidi fazer isso, alcancei o meu maior sonho", como muitas pessoas costumam fazer. Porque ela decidiu louvar a Deus pelas bênçãos recebidas, Deus também decidiu louvá-la.

Você pode ser louvada por sua família e amigos, mas ser louvada pelo Próprio Deus é muito mais do que um simples louvor! Deus honrou o sacrifício de Ana. Isso é o que Ele faz. Todas as vezes que sacrificamos para Ele, todas as vezes que nos privamos para que Ele seja honrado, Ele nos honra sem medida.

Se você quer realmente ser louvada, não exija isso; simplesmente siga o exemplo de Ana.
Que tipo de honra temos buscado?
O que podemos fazer de diferente a partir de agora para obtê-la?"
Pense nisso!

PS: Texto extraído do livro A Mulher V



25 de dezembro de 2011

Oprimida e Humilhada Parte I

PARTE I
"Ana era estéril e casada com Elcana, um homem que era louco por ela; porém, ele tinha de manter as aparências. Por isso, também era casado com Penina, que lhe deu filhos e se tornou a maior rival de Ana. Ela não apenas era a outra mulher na vida de Elcana, como também fazia com que a sua esterilidade se tornasse um problema ainda pior. A mulher não deixava Ana em paz. Você pode imaginar Penina odiando Ana após ter sido escolhida por Elcana apenas para lhe dar filhos, e não por amor.
Todo dia era a mesma coisa: as constantes brincadeiras de mau gosto, a interminável solidão e o medo do que poderia lhe acontecer após a morte de Elcana a assombravam dia após dia. Ana era uma mulher triste e o seu marido via isso. Ele dizia: "Ana, por que estás de coração triste? Não te sou eu melhor do que dez filhos (1 Samuel 1:8).
É claro que Elcana era o amor da vida dela, mas ele jamais entenderia o que era não poder ter filhos, pois tinha filhos com a sua esposa mesquinha.
Após terem comido e bebido em Silo [...] Levantou-se Ana.
(1 Samuel 1:9)
Você não lê que Ana reclamava de Penina; não lê que ela fazia escândalo à mesa do jantar. Você lê que ela respeitava a hora do jantar, embora não tivesse a menor vontade de estar ali. Primeira lição: ela estava triste, mas não fez com que as pessoas à sua volta também se sentissem tristes e infelizes.
Estando Eli, o sacerdote, assentado numa cadeira, junto a um pilar do templo do SENHOR, levantou-se Ana, e, com amargura de alma, orou ao SENHOR, e chorou abundantemente. (1 Samuel 1:9,10)

Mais uma vez, você não vê Ana procurando as amigas para reclamar das injustiças da vida. Ana nem se importou com a presença de Eli no templo; ela foi direto a Deus. Primeiro, ela orou e, quando já não havia mais palavras para descrever o que sentia, chorou amarguradamente. Esse é o tipo de choro que vem lá do fundo. Lenços não podem secar essas lágrimas; é muito profundo para ser explicado. Ninguém entendia o que ela sentia, mas Deus entendia.
E fez um voto, dizendo: SENHOR dos Exércitos, se benignamente atentares para a aflição da tua serva, e de mim te lembrares, e da tua serva não te esqueceres, e lhe deres um filho varão, ao SENHOR o darei por todos os dias da sua vida, e sobre a sua cabeça não passará navalha. (1 Samuel 1:11)
Uma vez que entendeu que somente Deus podia lhe dar o que queria, e que tudo ia dar certo, ela fez um voto com Ele - um voto que praticamente dizia que ela Lhe devolveria a bênção. Sua atitude moveu a mão de Deus e Ele realizou um milagre em sua vida.

Está vendo? Ela não estava mais pedindo um filho para si; estava pedindo para ser mãe de um menino que serviria a Deus. Seus objetivos mudaram. Ela já não estava mais pensando apenas em si mesma, no seu orgulho de mãe ou em sua rivalidade com Penina. Tenho certeza de que ela havia pedido um filho a Deus muitas outras vezes, mas essa foi a vez que ficou registrada na Bíblia. Essa foi a vez em que ela parou de pensar em si mesma e começou a pensar em Deus.
E Deus mudou a sua vida daquele dia em diante, no exato momento do voto. A Bíblia diz: "Assim, a mulher se foi seu caminho e comeu, e o seu semblante já não era triste" (1 Samuel 1:18).

continua...

23 de dezembro de 2011

Como Tu quiseres, Senhor


Você se lembra dos filmes antigos de faroeste, em que o mocinho (de camisa branca) pega o bandido (de camisa preta), aponta a arma para ele e diz: "Mãos pra cima!" (Não seria tão ameaçador se ele disse: "Levante as mãos!") O bandido larga tudo, levanta as mãos e diz: "Eu me rendo".
Pois bem, é justamente esse tipo de entrega que Deus deseja. Só que você não é bandida, nem Deus está apontando uma arma para você. Está apontando o dedo, porém não é para acusá-la ou envergonhá-la. Está apontando para você de maneira amorosa, como ele faria se estivesse escolhendo você para o time dele. Está dizendo: "Você! Quero você! Entregue-se a mim para que eu possa lhe dar tudo o que tenho para você".
Se largássemos tudo e disséssemos: "Eu me rendo, Senhor. Eu me entrego. Fica com tudo. Farei o que quiseres", nossa vida seria melhor a cada dia. Por que é tão difícil simplesmente dizer: "Como quiseres, Senhor. Farei tudo o que pedires"? E porque somos obstinadas e temos medo do que Deus pode pedir de nós. Achamos que ele pode pedir alguma coisa que vai nos magoar. Além disso, não é só uma questão de dizer: "Jesus é o Senhor". Devemos fazer o que ele pede. Jesus disse: "Por que me chamais Senhor, Senhor, e não fazeis o que vos mando?" (Lc 6:46). Duvidamos que o pedido de Deus para nós seja para nos abençoar ainda mais. Só que isso é errado. Deus só deseja nos ver no time vencedor.

Se você sente que não está fazendo nenhum progresso na vida, verifique se, de fato, você se entregou ao Senhor. Você deu a Jesus aquele lugar de senhorio? Se não deu, levante as mãos e dê o primeiro passo. Jesus disse: "E qualquer que não tomar a sua cruz e vier após mim não pode ser meu discípulo" (Lc 14:27). Você não pode carregar a cruz de Cristo a menos que tenha entregue sua vida a ele. Uma vida entregue a Deus, inteiramente governada por ele, pode ser usada poderosamente para os propósitos de seu reino. Deus não quer apenas uma parte de você. Ele quer tudo. Ore para que você dê a Deus tudo o que ele quer.


Tenha fé pra se entregar...
Deus te abençoe ;)

22 de dezembro de 2011

Todos nós temos um Propósito

"Cada uma de nós tem um propósito no Senhor. No entanto, muitas de nós não se dão conta disso. E quando não temos uma compreensão exata de nossa identidade, lutamos para ser uma pessoa ou algo diferente do que somos. Nós nos comparamos com outras pessoas e achamos que sempre ficamos aquém. Quando não nos tornamos aquilo que nós achamos que devemos ser, ficamos críticas de nós mesmas e de nossa vida, o que nos deixa inseguras, hipersensíveis, frustradas, críticas em relação aos outros e insatisfeitas. Voltamo-nos para nós mesmas e constantemente pensamos em nós e no que deveríamos ser. Isso nos obriga a um esforço tremendo para fazer com que a vida seja da forma como a imaginamos. Em casos extremos, acabamos mentindo sobre nós mesmas e nos tornamos desonestas sobre quem realmente somos. Quando você está perto de pessoas que não têm idéia daquilo que foram chamadas a fazer, pode sentir a inquietação, frustração, ansiedade e falta de paz delas.
Deus não quer isso para você nem pra mim. Ele deseja que tenhamos uma visão clara para nossa vida. Deseja revelar quais são seus dons e talentos e te mostrar como desenvolvê-los da melhor maneira possível e usá-los para a glória dEle.

Saiba quem você é e para onde está indo

Predestinação significa que seu destino já foi determinado. A Bíblia diz que somos predestinados de acordo com os propósitos e a vontade de Deus (Ef 1:11). Isso quer dizer que Deus sabe para onde devemos nos dirigir, e ele sabe como chegar lá. No entanto, mesmo que você tenha um propósito e um destino, não pode alcançá-lo se não estiver ligada àquele que lhe deu essas coisas em primeiro lugar. Quando você não fica ligada àquele que planejou seu destino, num momento de fraqueza, como paixão ou raiva, você pode acabar abrindo mão de tudo. Vemos sempre no noticiário gente que faz isso. Quando você entende com clareza que Deus tem um propósito elevado para sua vida, você não joga tudo para o alto com uma decisão insensata. Não permite que a insegurança estrague sua vida.

Não parece justo que a insegurança seja pecado. E como bater em alguém que já está caído. No entanto a insegurança é falta de fé. A falta de fé é pecado, pois significa falta de confiança em Deus. Quando nos sentimos inseguras sobre qual é nosso propósito, significa que não confiamos nossa vida a Deus. Não acreditamos que aquilo que ele diz sobre nós em sua Palavra seja verdade. A insegurança nos faz concentrar toda atenção naquilo que nós queremos, em vez de nos concentrarmos nele e no que Ele quer.

Todas nós queremos fazer alguma coisa significativa da vida, e todas nós temos o potencial de fazer algo extraordinário. Isso porque somos do Senhor e seu Espírito habita em nós. Pelo fato de a grandeza dele estar em nós, ele pode realizar grandes coisas por nosso intermédio. Só precisamos nos lembrar de não confundir o sucesso aos olhos dos homens com o sucesso aos olhos de Deus. Homens e mulheres do mundo gloriam-se de suas realizações. Os filhos de Deus gloriam-se no Senhor. "Não se glorie o sábio na sua sabedoria, nem o forte, na sua força, nem o rico, nas suas riquezas; mas o que se gloriar, glorie-se nisto: em me conhecer e saber que eu sou o SENHOR (Jr 9:23,24). Quando você sabe que pertence ao Senhor e confia na direção dele, sente-se muito segura."

Fonte: O poder da Mulher que Ora

Reflita nesse texto, é fácil descobrir qual o propósito que o Senhor tem para você. Basta apenas ouvir a Sua voz e obedecer!

Na fé...


21 de dezembro de 2011

Jejum de Daniel



Saiba qual é o propósito espiritual deste grande movimento de fé

Muitos de nós desejamos mudar nossa maneira de pensar, agir, falar, ou nos comportar, mas nem sempre conseguimos essa mudança tão esperada em nosso interior. Os motivos são inúmeros, e geralmente o excesso de informações e de preocupações que temos no nosso dia a dia pode influenciar e muito nisso.

Desta forma, fica a pergunta: O que fazer para adquirirmos novos pensamentos e atitudes, e assim nos transformarmos em pessoas melhores e mais próximas de Deus?

A vontade de Deus é que pensemos por nós mesmos e raciocinemos sobre as coisas que acontecem no mundo, principalmente, sobre a nossa própria vida.

Porém, contaminados com tanta informação desnecessária, excesso de lazer e entretenimento e coisas extras que nada acrescentam em nossas vidas, o máximo que conseguimos é nos distanciar cada vez mais do que realmente importa.

Quantas não foram as vezes que deixamos de conversar com o marido, esposa e filhos, porque perdemos tempo assistindo a um programa, a um filme ou a uma novela? A teelvisão e a internet são execelentes meios de comunicação, e nos fazem saber de tudo o que acontece no mundo instantaneamente, no entanto, devido a tanta facilidade e atrativos, também colaboram para um distanciamento não apenas da nossa família, mas de Deus também. Na realidade, são muitas informações que ocupam o lugar das coisas espirituais em nossa mente.

É por esta razão que a Igreja Universal do Reino de Deus está promovendo o 3º Jejum de Daniel, com início no dia 11 de dezembro. São 21 dias de jejum audiovisual, para que tenhamos a mente mais livre e mais aberta para as coisas espirituais e, assim, no aproximarmos mais dos pensamentos e vontade de Deus.

Quando o profeta Daniel sentiu-se amargurado pela situação que vivia junto com o povo, resolveu fazer um jejum. E por 21 dias ele ficou sem se alimentar de comida desejável, como carne, vinho e todas as iguarias do rei (Leia Daniel 9 e 10). O que significa que Daniel sacrificou em prol da resposta de Deus.

Da mesma maneira, hoje, o maior sacrifício não é o jejum de alimentos, mas a total abstinência de informações, entretenimentos, músicas, televisão, enfim. De fato, a pessoa que desejar sacrificar em prol de sua vida espiritual, deverá estar ciente de que não será fácil, principalmente porque acontecerá no meio de uma época tão festiva como é o Natal e as comemorações de fim de ano.

Para Participar: Para que ocorra uma faxina espiritual em sua mente, abstenha-se de informações seculares, lazer e entretenimentos de uma forma geral.

Não é um jejum de alimentos, mas de informações veiculadas em tv, internet, jornais, revistas, além de atividades como ir ao cinema, assistir a filmes, novelas, desenhos, ír ao teatro, passeios, lazer com amigos, enfim, tudo aquilo que ocupa a mente de uma pessoa e a faz ficar sem tempo para as coisas de Deus.

Logicamente, no início, você se sentirá estranho, como um peixe fora d’água, neste mundo inundado de todo o tipo de assuntos que nada têm a ver com a fé. No entanto, à medida que os dias forem passando, perceberá a grande mudança que o Espírito de Deus estará fazendo em seu interior.
Você poderá alimentar-se de toda forma de conteúdo espiritual que contribua para a sua fé. Livros, mensagens bíblicas, programas da igreja, IURDTV, blogs dos demais bispos, leitura da Bíblia, enfim, assuntos que alimentem o seu espírito.
Já as pessoas que trabalham ou dependem, de alguma forma da informação, como os profissionais da área de comunicação, por exemplo, estão isentas, porém, nada as impede de encontrar uma maneira para não ficar de fora.

Deus abençoe a todos!!
Fonte: http://www.arcauniversal.com/iurd/jejum/

Marta



Distraída, agitada e excessivamente preocupada

Querer fazer tudo, participar de tudo e, ainda, de forma perfeita e harmônica. Essa agitação e cobrança diária da mulher moderna é algo já citado na Bíblia, principalmente quando se lê sobre Marta (Lucas 10:38).

Quando Jesus viajava pela cidade de Betânia, as irmãs Marta e Maria O encontraram e Ele ficou hospedado na casa delas. Marta ficou agitada por ter o Mestre em seu lar e preocupada com muitas atividades para agradá-Lo. Porém, Maria sentou-se ao Seu pé e ouvia a Sua Palavra. Essa despreocupação incomodou Marta, a ponto de pedir a Jesus que chamasse a atenção de Maria para ajudá-la (Lucas 10:40).

Assim como em muitas famílias há irmãos com personalidades diferentes, é claro que Maria era mais tranquila que Marta. Ambas amavam a Jesus, mas O serviam de formas diferentes, e Marta, com toda a sua agitação e ansiedade, queria que Maria fosse como ela e a ajudasse nos afazeres.

Mantenha o foco

Ansiedade e preocupação exagerada são características que fazem parte da vida da maioria das mulheres deste século. E Jesus, ao perceber que Marta era assim, chamou sua atenção. Ele não fez isso para julgá-la ou expô-la, mas para que ela observasse como estava agindo.

Marta era agitada, queria agradar de qualquer forma, tanto que para isso acabou falando de forma enérgica com Jesus.

A correria do dia a dia tem tornado as mulheres tão agitadas, querendo “abraçar o mundo”, que acabam por perder o foco e, muitas vezes, o equilíbrio emocional, descontando no marido e nos filhos.

Jesus deixa isso claro quando chama a atenção de Marta, dizendo que ela estava inquietada demais, fazendo muitas tarefas ao mesmo tempo, mas que o mais importante era ouvir a Palavra que saia da Sua boca (Lucas 10:41-42).

A direção correta

A falta de foco, o excesso de preocupação e a ansiedade tira algumas mulheres (e porque não alguns homens) do centro da vontade de Deus.

Maria escolheu a melhor parte, que não seria tirada dela. A Palavra de Deus, quando encontra espaço, não pode ser roubada. Mas qualquer arrumação, comida, dinheiro ou até mesmo um bem material tão almejado, pode se estragar, ser roubado ou consumido até o fim.

Maria deu prioridade à presença de Jesus, para receber diretamente Dele uma Palavra. Quem não queria esta oportunidade? E Marta estava ali, na mesma casa, mas somente preocupada em fazer comida ou deixar tudo arrumado.

Que os seus olhos estejam na direção certa, para que a sua vida não se perca em meio às muitas ocupações desnecessárias. Use sua agitação e preocupação para ouvir e falar sobre Deus para todas as pessoas, assim como Ele disse: “Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura.” (Marcos 16:15)

Que Deus abençoe a todos!