17 de maio de 2013

Minha Visita ao Templo de Salomão


Há duas semanas, eu andava com um baita ponto de interrogação na cabeça. Problemas meus, dúvidas, perguntas e nenhuma resposta. Conversa com um, conversa com outro e... NADA! As respostas que eu ouvia a principio não resolveram o problema.

Orações, clamor, jejum.

Uma viagem a São Paulo. Uma visita no Templo de Salomão. Pronto! Visão.

Exatamente aí estava o pepino que eu teria que resolver e mais ninguém. Minha visão estava errada a cerca de algumas coisas e escolhas.

Antes de entrar lá dentro, uma oração. “Senhor, me faça ver o que eu não estou vendo.”

Para quem passa nas ruas ao redor, só percebe uma grande obra avançando para o fim. Mas para quem tem visão, quem é espiritual vê muito mais além. Só pisando lá dentro para saber o que eu estou falando. É muito forte! Não há palavras para descrever a Grandeza de Deus! Benditos são aqueles que têm o privilégio de estar lá dentro trabalhando, que por sinal eu puder ver, e são muitos. Muitos que com certeza nem fazem ideia do que estão construindo; e muitos que trabalhariam até de graça nessa Obra.

O fato é que eu saí de lá com a resposta que eu buscava há umas duas semanas atrás. Deus mostrou a mim, o que eu não conseguia ver; Eu estava vivendo e buscando algo que não é para mim. Como diz em I Coríntios 12:

“Porque a um é dada, mediante o Espírito, a palavra da sabedoria; e a outro, segundo o mesmo Espírito, a palavra do conhecimento;
a outro, no mesmo Espírito, a fé; e a outro, no mesmo Espírito, dons de curar;
a outro, operações de milagres; a outro, profecia; a outro, discernimento de espíritos; a um, variedade de línguas; e a outro, capacidade para interpretá-las.”

Quando temos a visão errada, atrasamos a nossa vida! Deus pode até estar mostrando, mas muitas vezes ficamos “cegas” olhando sempre para aquilo, acreditando ser essa a vontade de Deus, e deixamos de ver as oportunidades que passam por estarmos presas. Mas que bom que nunca é tarde enquanto temos vida.

Que bom que Deus é misericordioso e está sempre a nos falar. Que bom que Ele nos dá sempre uma oportunidade e eu louvo e agradeço a Ele por isso!

Hoje a visão é outra. 
Agora estou livre para servi-LO ainda mais, sem receios, sem medos. Apenas servir.

Foi lá no Templo de Salomão, onde toda oração que se fizer naquele lugar será ouvida (2 Cr 7:15), que eu obtive a minha resposta. E eu creio nisso de todo o meu coração!

Analise qual tem sido a sua visão. Você tem feito o que Deus tem te pedido ou tem vivido segundo aquilo que acha ser a vontade de Deus? Ele responde pra você aí e agora. 
Apenas obedeça!

Fique Firme, e na Fé!
Josi Rocha

8 de maio de 2013

Mas cadê o Foco Mesmo?



Com uma simples pergunta que Ele faz, você começa a entender tudo direitinho.
Por que você mudou o seu Foco?

É muito, mas muito fácil a gente mudar a direção em que estamos seguindo. Basta nos encher de compromissos e afazeres, basta sermos promovidas, basta a realização de um pequeno desejo nosso, e? “Pimba!” Mudança de rumos...
É normal, somos humanos e como eu disse ontem, procuramos fazer aquilo que nos convém. Mas quando nos colocamos a disposição de Deus para viver os Seus sonhos e não mais os nossos, isso realmente acontece. Salvo aqueles que estão totalmente decididos e às vezes já possuem até compromisso. Embora eu ache que esses também passam por esses desertos de vez em quando, devido a “demora”.

Mas com tudo isso, aprendemos que quem tem chamado não pode perder o foco. Ou jamais se sentirá realizado na vida.
Portanto cabe a nós vigiarmos sempre os pensamentos que tem nos rondado. A que temos dado ouvidos? Será que não perdemos o foco e resolvemos escolher a nossa vontade mesmo ela sendo “boa”?

Não podemos nos enganar. Tudo o que o diabo menos quer, é que a gente alcance Aquele propósito que Deus tem pra nós. Esse mesmo, que você sabe qual é...

O que devemos fazer é pedir a Deus que abra a nossa visão, e tire de nós o que tem nos tirado o foco. Pois isso pode ser a ruina de nossa vida.

A tua ruína, ó Israel, vem de ti, e só de mim, o teu socorro.
Oséias 13:9


Deus abençoe a todos!
Josi Rocha

6 de maio de 2013

Fora da Casinha


Foco é direção, ou seja, quando temos um foco somos totalmente direcionados para este. Tudo que fazemos é voltado para este foco. Ficamos felizes, entusiasmadas, empolgadas e seguimos a todo vapor!

Se este foco for em relação ao Reino de Deus então, nem se fala! A Alegria toma conta e invade o nosso ser.
Mas não dá pra viver de sonhos o tempo inteiro. Uma hora a ficha cai para a realidade e nos deparamos com o TEMPO. Ah o tempo!

Muitas são as filosofias para ele...ele pode curar todas as feridas como dizem por aí, ou pode ser nosso maior inimigo, mas eu diria que não. O tempo nos amadurece se permitirmos. Ele ensina à medida que vai passando. Usá-lo contra ou a favor depende de cada um de nós.
Enquanto não alcançamos o foco, ele (o tempo) passa.

Nos enchemos de afazeres. Procuramos aprender, trabalhamos, ganhamos dinheiro, fazemos contas também, rs arrumamos mais e mais compromissos, estudamos, descobrimos talentos. E quando paramos, percebemos uma ligeira mudança de foco. Pois costumamos viver de acordo com as circunstâncias. Fazemos aquilo que é bom pra gente. Nós sonhamos também, mas a essa altura os sonhos mudam, e por consequência mudamos o foco.

De repente você acorda e se vê triste. Um vazio. Dúvidas. Inseguranças. Incertezas. Medo.
Do nada isso aparece, e você não encontra a razão. Afinal, você está fazendo tudo direitinho. Você procura e não encontra a raiz do problema. Você ora e nada. O vazio continua...

Você já não está mais tão animada com suas conquistas atuais, e é como se você estivesse vivendo “fora da casinha”. Até que uma hora Deus vem com Sua infinita Misericórdia e mostra claramente pra você o que está acontecendo.

Continua amanhã...

Não Perca!

Josi Rocha