3 de abril de 2013

Não consigo me Libertar


Esse Jejum de Daniel, tem sido muito forte. Particularmente posso dizer que a minha mente está absorvendo muito sobre as coisas de Deus. E obviamente isso é muito bom para o meu espírito. Tenho acompanhado blogs que diariamente postam mensagens sobre o Espírito Santo, e é bom para que possamos analisar nossa real condição diante de Deus como servos. Só não aproveita mesmo quem não sabe o valor desse propósito, quem não entende as coisas do Alto.
Bom, mas hoje eu gostaria de falar sobre um versículo que li ontem no Livro do Bispo Macedo – Jejum de Daniel. Distante do Mundo, perto de Deus – quem ainda não conhece deve procurar adquirir este livro, pois é muito edificante.

“e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.”
                                                                   João 8: 32




Muitas pessoas demoram “séculos” para se libertar. Outras manifestam em todas as reuniões de libertação na Igreja, e muitos não entendem porque não conseguem se ver livres das garras do diabo. Assim como o Bispo relata no livro, que ele nunca manifestou embora tenha servido aos encostos, eu também nunca passei por isso. O que me libertou foi A Palavra.

Você pode estar se perguntando, como assim:?
Você ouve a palavra, recebe, entende e pratica.

Ouvir, receber e entender é fácil. Na hora da prática não depende de força, não depende de Deus, não depende de circunstância. Depende somente de você. 
Depende de você dizer NÃO na hora que o pecado vem como diz o Thalles na canção “Eu escolho Deus”. O pecado vai vir todos os dias, mas quando você não o quer na sua vida, ele vem mais forte porque você está vulnerável. Além do mais, ele te traz uma sensação boa, que te faz esquecer das outras coisas. Mas o problema está justamente aí. Você fica entre o sentir e o pensar. Antes do pecado, Deus te da uma oportunidade de pensar, o diabo não te faz pecar, mas ele sugere. E Deus não te impede, mas Ele te alerta. E como você vai vencer esse pecado? Agindo a Fé. Abrindo a Palavra de Deus e usando a Inteligência. Você tem força pra pecar mas não tem força pra largar o pecado. Então você está deixando claro que pra você o diabo é mais forte que Deus. Pois é ele que reina na sua vida;

Saiba que a sua força está naquilo que você investe. Quanto mais você come, mais você engorda, mais calorias você adquire...e assim é na vida espiritual. Se você come das coisas de Deus, você fica forte espiritualmente. Mas se você só se alimenta das coisas terrenas, você fede. Porque a carne fede, se não for um banho e um cheiro minha amiga, já era. Essa é a nossa real condição – somos carne.

E para que possamos nos ver livres da escravidão do pecado, é preciso determinação. Uma pessoa quando quer parar de fumar mesmo sem Deus ela consegue, porque determinou isso. Uma pessoa quando quer emagrecer de verdade, ela também consegue porque determinou isso e seguiu a risca todos os procedimentos. Essa é a vida!!!



Você quer se libertar? O primeiro passo está na Palavra. Está em dizer para você mesma no espelho que isso nunca mais vai fazer parte da sua vida. Vá no espelho e diga para a pessoa que aparecer lá, que ela foi feita a Imagem e semelhança de Deus (Gen 1:27) e também fomos feito um pouco menor que Deus (Salmos 8:5). Ressalte para a pessoa que aparecer no espelho, que diante dessa PALAVRA ela não pode aceitar ser cobaia do diabo. Não podemos glorifica-lo com a nossa vida jamais. Minha vida foi criada para glorificar a Deus e não ao satanás. Quando você se dobra diante do pecado, é isso que você está afirmando. 

Agora a partir de hoje tome uma atitude de coragem e assuma sua posição! Pra quê você nasceu? Para ser usada pelo diabo? Lógico que não. Use a inteligência que Deus deu a você. Pense mais e sinta menos, ou melhor, não sinta nada. Quando o pecado vier, pense, pense e pense. Use a Palavra.
Se você não é cobaia do diabo, então você não é obrigada (o) a aceitar o que ele te sugere.

Pense nisso!
Que Deus te abençoe. Se Liberte, você é livre!!!

Amanhã falaremos mais sobre maldita a carne.
Acompanhe...

Nenhum comentário:

Postar um comentário