22 de novembro de 2012

Ser agradável






Hoje a dica está especial...vamos lá.





v Tenha cuidado quando falar de si mesma. As pessoas se irritam facilmente quando os outros ficam se gabando das coisas que fizeram e alcançaram. Se você não está dando conselho sobre algo que você fez, se pergunte se é realmente necessário falar sobre as suas realizações.

É bom ser quieta, mas não o tempo todo. Há momentos em que precisamos ser agradáveis em conversas. Uma das conversas mais embaraçosas que já tive foram com pessoas que não falam, eu senti como se estivesse sozinha na conversa e o pensamento de evitar tais pessoas no futuro, passou pela minha cabeça.

Não seja um carrapato. Se você gosta da companhia de alguém, não deixe com que o seu gostar se torne em uma obsessão. Dê espaço pra pessoa, não esteja colada em cada movimento que ela fizer.

Dê. Dê seu tempo e dê presentes. Se você quer ser agradável, mas raramente dá algo para as pessoas, vai ser muito difícil você até mesmo ser considerada uma pessoa agradável. Pense nas pessoas que você tanto ama e admira, por que você se sente assim? Porque elas te deram algo sem pedir nada em troca. Faça o mesmo com os outros.

Não fale das pessoas e não compartilhe de coisas que não são relevantes às pessoas que você conhece. A pessoa agradável fala sobre coisas relevantes.


Lendo as dicas de hoje, me lembrei de uma pessoa muito especial! Ela é carismática, doce e sabe ser uma mulher agradável. De uns tempos pra cá ela vem me surpreendendo a cada dia. Tenho certeza que Deus tem trabalhado na sua vida porque ela tem se empenhado e mais, suas atitudes falam por si.

Não estou aqui para declarar um amor em público por essa pessoa, não é este o objetivo desse texto, até porque ela já sabe que eu gosto dela e isso não precisa ficar explicitamente exposto na internet, como a gente vê nas redes sociais por aí; Mas quero ressaltar aqui, que para ser uma pessoa agradável não precisa muito. Ela conseguiu isso sem querer. Apenas com gestos simples de gentileza, de delicadeza e consegue ser amável sem fazer muito esforço. É natural dela. Com certeza também aprendo com ela, apesar dela achar que não.

A penúltima dica é bem verdadeira, da mesma forma como eu procuro dar, eu tenho recebido! E isso é demais e não tem preço :)
Katriny Rodrigues, obrigada por sua amizade!



Josi Rocha
blog.josirocha@r7.com


Nenhum comentário:

Postar um comentário