27 de julho de 2012

Segredo 17: Vamos Viajar

Vamos agora, juntas, em uma viajem "faz de conta". Eu vou pintar um cenário e você precisa se imaginar ali. Vou colocar muitas imagens para que você realmente se sinta naquele local... 

Digamos que você ganhou de presente um cruzeiro pelo Caribe! O comandante do navio é amigo do seu pai e a convidou para ir de graça e na primeira classe. (claro!) Ai, que delícia! Imagine que alegria! Pois é, você se preparou toda para esse dia: roupa nova, óculos de sol, biquíni, etc.

Chegou o dia. Você chega e vê como o navio é gigantesco... Olha a cor da água, que delícia! Pois bem, você chega e vai dar uma volta para conhecer o navio... Por dentro é uma coisa louca! Nem parece que você está em um navio! Parece um shopping (mais um motivo para gostar ainda mais!). Você fica maravilhada olhando ao redor... as escadas... Há até algumas árvores e que linda essa música que estão tocando! Ouça só... Que vida boa! Você não vê a hora de chegar em seu quarto...

Como é uma viagem "sonho", nada de sonhar miséria, vamos em alto estilo... Está na hora de ver a sua cabine. Você desce uma escada, entra em um corredor bem longo e a última porta, com o número 12, é a dos seus aposentos. Abre a porta e fica de queixo caído...
Inacreditável!
Você entra, joga a bolsa no chão e se joga nesse sofá tão gostoso!! Que sonho bom!! (rs) Senta-se e começa a olhar ao redor, imaginando onde será o quarto. Só então percebe aquela escada linda! Decide então subir e ver se o quarto é lá em cima. Nota então a varanda do lado de fora com uma vista magnífica do mar... Já imagina que hoje não perderá o pôr do sol de jeito nenhum!! Continua subindo a escada e finalmente chega ao quarto... E que quarto!

Que delícia! Você pula na cama super macia!! Fecha os olhos por alguns segundos e decide aproveitar cada minuto. Pula da cama, abre o armário e suas roupas já estão lá arrumadinhas (ai, que sonho!!), pois a camareira já havia preparado tudo enquanto você estava dando uma volta pelo interior do navio! Resolve então conhecer a piscina e dar um mergulho, aproveitar o resto do dia. Pega a roupa, corre para o banheiro, que também é um sonho, com direito a hidromassagem e tudo mais. Já pronta, desce a escada, pega a bolsa que havia deixado na chão e vai em direção à piscina.

No caminho, encontra com outras pessoas e vai apreciando tanta beleza ao seu redor... Ok, dá meia volta e vai em direção à piscina. Essa é apenas uma das três piscinas do navio, por isso não está tão cheia... Avista uma cadeira vazia à sua direita, deixa a bolsa, tira a sandália, o vestido e decide dar um mergulho... Humm... que delícia! A água está perfeita, as pessoas decidem sair e a piscina fica toda pra você!! Você nada até não aguentar mais. Já está cansada e resolve deitar na cadeira e pegar um sol... Acorda assustada, com alguém sacudindo você. Abre os olhos e vê o comandante amigo do seu pai. Semblante preocupado, ele diz:

"Coloca a roupa rápido, temos que sair daqui, o navio vai afundar!" (nessa hora, minha amiga Raphaela diria: "Sonho de pobre só podia dar nisso, gente!") "E as minhas coisas? Tenho que pegar!" você argumenta. Ele para, olha nos seus olhos e diz: "Não há tempo, o navio já está afundando e não temos botes salva-vidas suficientes para tantas pessoas! Preciso colocá-la em um deles antes que seja tarde demais! Seu pai nunca me perdoaria se algo acontecesse com você! Vamos, precisamos correr!"

Você o segue correndo e diz: " Eu sei nadar, melhor deixar esse bote para as pessoas que não sabem!". "Você nunca sobreviveria, essas águas estão infestadas de tubarões, temos muito pouco tempo, não creio que muitos sobreviverão!" Que pesadelo! Você olha para o bote e nem acredita! Tão pequeno! O comandante a coloca nele e diz que precisa ir ajudar as outras pessoas, que tem um bote para ele e que o resgate irá encontrá-la... Você se afasta do navio usando o remo que ele lhe deu. Repara que já é noite.

Depois de remar por aproximadamente 15 minutos, olha para o navio e não acredita no que vê... É inacreditável! Como pode isso acontecer assim? Tão rápido?! Você consegue ver outros botes, estão cheios e o seu está vazio, só você. Ouve os gritos das pessoas na água, total desespero! Elas pedem socorro! Pedem pelo amor de Deus, mas você nada faz, está aliviada por estar salva. Está feliz por ser conhecida do comandante e estar ali no seu bote, segura e salva!

Ao longe, os gritos ainda podem ser ouvidos. "São os tubarões", você pensa... Muito choro... muitos gritos... Você tapa os ouvidos e fecha os olhos. Não quer ouvir, não quer ver. Tem lugar no seu bote para pelo menos umas 10 pessoas, mas você não quer pensar nisso... Resolve remar para ficar mais distante dos gritos... Está feliz por estar salva... Paremos o sonho por aqui...

Está horrorizada?! Pensa que nunca faria uma coisa dessas? Então eu lhe pergunto: quando foi a última vez que você falou de Jesus para alguém? Quando foi a última vez que estendeu a mão para fora do bote e trouxe alguém para dentro dele? Aqueles que não têm Jesus estão sendo devorados a cada instante... E você está apenas pensando na sua própria vida? Está remando para longe, para não ouvir os gemidos e os gritos?


Tarefa 17

Você vai falar de Jesus para o máximo de pessoas que puder e nesse Domingo levará com você pelo menos uma pessoa (para dentro do bote) para a igreja. Veja bem, seja sábia e não religiosa! Você vai guiar essa pessoa, sentar com ela, levá-la para conversar com o pastor e o que mais for necessário. Faça do estender as mãos um hábito... Não tenha medo, o seu bote é gigantesco e cabe um número infinito de pessoas...

P.S:
Pra você que vem acompanhando os segredos aqui no blog, eu resolvi postar esse aqui porque é muito forte! Vamos por em prática e não pensar somente em nós, pois como disse a D. Nada, há muitos lugares no Bote :-)
na fé....

Josi Rocha


Nenhum comentário:

Postar um comentário