9 de agosto de 2009

Para que dê mais frutos




Não se exige de uma árvore frutífera que ela produza corrente elétrica. Dela também não se espera que corra mais que uma gazela. Na natureza, existe um mínimo de coerência, que todo mundo espera. Este mínimo de coerência também é exigido do comportamento cristão.

O fruto dá testemunho tanto da natureza da árvore, quanto da qualidade da árvore. O “fruto” da conduta cristã deve caracterizar-se por exibir a essência de Cristo e a qualidade de Cristo. Dar fruto é dar testemunho. O fruto do crente dá bom testemunho quando ostenta o odor espiritual de Jesus, o sabor saudável da comunhão com o Senhor. Quando isso acontece, o Senhor nos limpa, nos poda da folhagem desnecessária, para que possamos dar ainda mais fruto.

Mais de uma vez Jesus usou a imagem da árvore com frutos, para ilustrar o testemunho do cristão: “... e todo (ramo) que dá fruto Ele limpa, para que dê mais fruto ainda” (João 15:2).



Texto de Pr Olavo Feijó

Um comentário:

  1. E é ai mesmo que entra "Que diminua Eu, para que Ele cresça" a fim de que todos vejam Ele em nossas vidas...
    Vamos nessa fé!
    Bjinhos

    ResponderExcluir